Soluções para o caos da saída escolar serão apresentadas na EdTech Conference 2019.

Presente em 17 estados e mais de 40 cidades brasileiras (além do Canadá e Paraguai), o aplicativo Filho sem Fila mostrará como resolve os problemas mais comuns durante a saída escolar (trânsito e segurança)

O Expo Center Norte será palco, no dia 21 de fevereiro, das 9h às 18h, da terceira edição da EdTech Conference. O evento reunirá aproximadamente 1,5 mil educadores, empresários e investidores para debater o papel das escolas em uma realidade onde toda a informação está na internet.

Nesta Era da Tecnologia, o grande desafio das instituições educacionais vai além da utilização das ferramentas tecnológicas já disponíveis para este mercado. Mais do que transferir os dados do quadro-negro para o computador, é importante entender que a qualidade e o modo de ensino mudaram em razão da transformação de comportamento e perfil dos alunos. Educadores e especialistas de todo o mundo têm buscado formas de implementar metodologias que desenvolvam os estudantes de forma integral.

Para debater sobre este cenário, entre os palestrantes convidados pela EdTech Conference estão o diretor de desenvolvimento global do Instituto Ayrton Senna, Emílio Munaro; o CEO do Centro Universitário Celso Lisboa, Rodolfo Bertolini; e Débora Garofalo, eleita uma das 50 melhores professoras do mundo pelo Global Teacher Prize – conhecido como “Nobel da Educação”.

Feira e oportunidades

A EdTech Conference 2019 também é uma oportunidade de reunir grandes feras da educação, desde estudiosos a empreendedores que identificam uma “dor” do setor e desenvolvem soluções (ferramentas) que contribuem para a melhor gestão das escolas. Dentro ou fora das salas de aula, na Era da Tecnologia, o que todas as pessoas procuram é por dispositivos que tragam qualidade, conforto e praticidade para o dia-a-dia.

Dentre os expositores, estará uma das startups mais inovadoras do País, o aplicativo Filho sem Fila, que desde 2013 otimiza a saída dos alunos das escolas e, com isso, colabora na redução do trânsito no entorno escolar e traz mais segurança para pais e alunos. “Nossa ferramenta assegura que as crianças serão entregues somente aos responsáveis autorizados via aplicativo, que são identificados por meio de fotos. Outro ponto positivo é o tempo de espera dos pais pelos filhos, reduzindo a exposição à violência”, salientou o CEO do app Filho sem Fila, Leo Gmeiner.

O Filho sem Fila atende mais de 100 escolas em todo o País, e está presente no Paraguai e Canadá; e, dada as características sociais das grandes cidades brasileiras, é sabido que existe um vasto campo para o crescimento do aplicativo.

Sobre o Filho sem Fila

Idealizado e desenvolvido em 2013, o aplicativo tem como objetivo dar mais agilidade e segurança aos pais na hora de buscar seus filhos na escola. Pela geolocalização, o pai ou a mãe vincula seus dados aos do seu filho e consegue avisar a escola que está chegando, para que prepare a saída do aluno e ele esteja no pátio no momento exato de sua chegada.

Ao contratar o serviço, a instituição de ensino pode delimitar uma ‘cerca eletrônica’ com determinada distância do local. Quando esse raio é ultrapassado pelos pais, o aplicativo gera um alerta automático, calculando o tempo que resta até os pais chegarem à escola.

O Filho sem Fila é o primeiro aplicativo no País a oferecer esse serviço, atendendo mais de 100 escolas em todo território nacional, presente em 11 Estados e 30 cidades, promovendo economia de cerca de 30 horas/ano para cada pai que utiliza o sistema diariamente. Atualmente, são aproximadamente 30 mil alunos e 50 mil pais ou responsáveis usuários do sistema.

Alguns números:
Redução de 50% do tempo total de saída de alunos
Ganho de 30 horas/ano por pai
Cerca de 90 mil usuários entre alunos e responsáveis
Mais de 2,2 milhões de chamados de alunos
Mais de 568 mil horas economizadas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *