Aprender sobre o Brasil

Como aprender mais sobre o Brasil nas escolas

Segundo especialista em Educação e História, a sala de aula é o local onde os alunos devem aprendem sobre a nossa cultura

Em todas as escolas os professores falam sobre História, Geografia e Cultura, entre outros temas de diversos países, inclusive sobre o Brasil. Para o doutor em Educação Histórica e professor de História no Curso Positivo, Daniel Medeiros, os educadores têm a incumbência de ensinar sobre o dia a dia para os alunos.

“A escola é o lugar para aprender sobre as coisas que não dizem respeito à família. Sobre a rua, o bairro, a cidade, o País, o mundo. O papel do professor é o de apresentar esse mundo público às crianças e jovens, explicar o que funciona e o que não funciona, o que pode ser mudado e o que tem de ser preservado. É o que se chama de “responsabilidade”, e como ninguém nasce sabendo, cabe aos professores essa tarefa fundamental de ir passando o bastão. Nesse contexto, falar sobre o Brasil se insere nessa tarefa e nessa responsabilidade”, diz.

Da obrigação maior de cada educador valorizar mais o Brasil nos debates em salas de aulas, o professor Medeiros indica o que pode ser feito para a introdução da temática nos ambientes escolares.

“Todos os professores podem associar algum tema do dia, ou da semana, em suas aulas. Professores deveriam começar comentando algo que aconteceu no País e como relacionar isso em sala, como um hábito. Da mesma forma, cada série deveria ter o seu jornalzinho, que pode até ser digital. Lembro-me de quando coordenei o ensino médio, criei um curso de cinema e convidei alunos do curso de Jornalismo e Publicidade para ensinarem fundamentos de fotografia, iluminação e edição. Também fizemos uma revista. O Brasil de hoje, o Brasil de ontem e principalmente o Brasil de amanhã é um tema infindável de conversas na sala de aula”, afirma.

Para Daniel, essencialmente, este saber sobre nosso país, para cada um dos estudantes, é o poder de tomada de decisões e de escolhas mais consciente sobre qualquer assunto.

“Há uma diferença básica entre saber e não saber. Quando não sabemos, não podemos intervir, mesmo se quisermos. O maior benefício de conhecer nossa Cultura e História, para cada aluno, é justificar seu lugar no mundo”, conta.

E mesmo muito deste processo sendo de responsabilidade do professor, Daniel deixa claro que os pais podem, e devem, contribuir, neste processo.

“Os pais auxiliam contando a história de suas vidas, convidando os avós ou parentes mais velhos para contar a história deles, mostrando fotos dos móveis, das residências, das viagens, enfim, de tudo. Pouca coisa é mais estimulante do que uma boa narrativa, mostrando como era a juventude deles, a infância deles. Mas nunca atribuindo a essa narrativa nenhum conteúdo moral, afinal queremos que nossos filhos possam copiar nossas ações mais corretas”, finaliza.

Agora é hora de estimular nossos filhos e alunos a falarem mais e conheceram mais sobre o Brasil. Vamos contribuir para que eles possam nos ajudar a construir um País melhor?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *