A Presença dos Pais é Fundamental

A presença dos pais é fundamental

Cada dia fica mais difícil estar, e ser mais presente, na vida dos filhos. Atualmente, os pais precisam trabalhar para o sustento do lar, e os compromissos profissionais vão encurtando o tempo de lazer com a família. Em meio a tudo isso, é fundamental usar ferramentas para ganhar tempo, bem como aproveitar melhor os momentos disponíveis, já que isso pode fazer toda a diferença na vida das crianças.

O psicólogo comportamental Emerson Viana comentou sobre a importância dos pais na vida de seus filhos.

“Antigamente, em quase todas as famílias, o pai saía para trabalhar e a mulher cuidava das crianças. Hoje em dia, se o casal não trabalha, a família não consegue se sustentar. Com isso, os filhos passaram a ser deixados em creches, com cuidadores e, em alguns casos, com os avós. Infelizmente, esse afastamento é notado pelos filhos. Por melhor que sejam os avós, tios e cuidadores, as crianças querem, e precisam, estar ao lado dos pais. Quanto ao emocional, é só pesquisar com qualquer psicólogo e perguntar quantas crianças relatam o abandono dos pais como uma das principais queixas se seus sofrimentos”, conta. 

Para a jornalista especialista no mundo materno-infantil Priscila Correia, mais do que quantidade, os pais devem se preocupar com a qualidade do tempo disponibilizado.

“Com o trabalho, a rotina da casa e outros afazeres, é natural que os pais não tenham tempo de brincar e estar ao lado dos filhos com maior frequência. Mas é essencial destinar um tempo diário com qualidade, conversando, contando uma história, buscando saber o que aconteceu na vida dos filhos. Crianças precisam de afeto e atenção por parte dos pais. Precisam saber que podem contar com o apoio deles em tempo integral, mesmo quando não estão ao lado, de corpo presente. A ausência emocional dos pais pode prejudicar psicologicamente, se apresentando em dificuldades cognitivas, na escola, obesidade, problemas de sono, etc.”, diz.

Emerson acrescenta que os pais precisam saber equilibrar as atividades.

“Já que não há como deixar de trabalhar para ficar mais tempo com os filhos, os pais precisam fazer a compensação, precisam se desdobrar aos sábados, domingos e feriados, para que esse filho esteja tão satisfeito, que consiga suportar o abandono da semana”.

A jornalista complementa que é preciso criar uma rotina e trazer os filhos para a realidade do dia a dia.

“Conte o que aconteceu e questione o mesmo para os filhos e escute olhando no olho. Brinque, assista filme junto e comente cenas, discutindo o sentido da história. Olhe a agenda da escola para estar presente do que acontece lá, auxiliando em possíveis dúvidas, em matérias ou em outras preocupações sobre o relacionamento social deles. Abraçar, oferecer colo, estimular e incentivar. Criar um horário diário de conversa e interação, mesmo que sejam 20 minutos”, enfatiza Priscila.

O psicólogo especialista em comportamento sinalizou que o ganho de tempo é benéfico para os filhos, mas desde que os pais permaneçam presentes com eles e não preocupados com outras coisas.

“Os pais precisam viver, acompanhando passo a passo, o desenvolvimento dos filhos. Vibrar com as vitórias, estar junto nos momentos de tristezas, enfim, viver a vida comum do lar. As crianças ficam mais felizes com a presença deles, se sentem mais seguras. Assim o desenvolvimento psicológico e intelectual acaba sendo bem maior. Seja um participante do desenvolvimento do seu filho e lembre-se daqueles filmes americanos que retratam perfeitamente a expectativa de uma criança quando vai fazer uma apresentação na escola e quer ver os seus pais na plateia”, indica. 

Priscila, por viver no dia a dia os benefícios da presença paterna e materna na vida dos filhos, fala com propriedade sobre os reflexos positivos.

“Autoestima, segurança emocional, melhora no desempenho escolar, desenvolvimento social e de habilidades para resolver problemas, autoconhecimento,  respeito ao próximo são só alguns dos aspectos que melhoram”, afirma.  

Ferramentas de tempo

Existem inúmeras ferramentas que auxiliam no ganho de tempo, tanto no trabalho, como na vida pessoal. Muitas delas dependem exclusivamente do planejamento dos pais, como colocar reuniões no mesmo dia e sair mais cedo do trabalho. No entanto, por outro lado, aplicativos de produtividade também podem auxiliar neste processo.

Contudo, os pais ainda podem obter ganho de tempo quando se comprometem a buscar seus filhos na escola, pois assim terão um período maior de dedicação com eles. Esta tarefa, contudo, nem sempre agrada devido ao excesso de trânsito e, assim, acabam deixando seus filhos com os serviços de transporte escolar. 

O Filho sem Fila nasceu justamente da necessidade da redução de tempo gasto em longas filas de espera para pegar as crianças nos colégios. O fundador da startup, Leo Gmeiner, teve a ideia do desenvolvimento do app justamente quando esperava para pegar seus filhos onde estudam. O aplicativo agiliza a saída dos alunos e vem desde 2013 auxiliando os pais a ganharem tempo nesta árdua rotina e, assim, economizam cerca de 30 horas por ano, que podem ser dedicadas a atividades em família. 

E você, ainda é um pai que enfrenta filas enormes para pegar seus filhos na escola? Não perca mais tempo e sugira na instituição do seu filho a utilização do Filho sem Fila, assim você não precisará de tantos malabarismos para estar mais presente no dia a dia das crianças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *